/ Blog

Um fórum de debate dos temas da comunicação, aberto à participação de todos os que atuam no segmento. Entre e deixe o seu recado.

Seis filmes que todo profissional de comunicação e marketing deveria assistir

18 março 2020

Se você se interessa por comunicação e ama assistir filmes deve abrir agora o Netflix e colocar na sua lista de favoritos as indicações que vamos dar nas próximas linhas deste artigo. Diariamente, desde a hora que acordamos até a hora que vamos dormir nos comunicamos das mais diversas formas, seja verbalmente, por meio das redes sociais, por meio do olhar ou do sorriso e até nos sonhos, pois é da natureza do ser humano ser comunicativo. Já dizia a minha avó: “Quem tem boca vai à Roma”

Se você assim como eu ama comunicação, tem perfil autodidata e é daquelas pessoas que mesmo nas horas de entretenimento busca aprender, elencamos alguns dos melhores filmes com histórias de jornalistas e marqueteiros, para que você possa, com dedicação, aperfeiçoar seu feeling de comunicador.

Jornalistas: Apure seu faro jornalístico e investigativo. Afinal, o bom jornalista jamais perde a pauta


Confira filmes sobre jornalismo que mostram alguns aspectos da prática jornalística de diferentes pontos de vista.

Spotlight – Segredos Revelados: O filme foi premiado duas vezes no Oscar 2016, nas categorias de Melhor Filme e Melhor Roteiro Original. A narrativa baseada em uma história real conta o drama de um grupo de jornalistas especiais que investigam diversos casos de abuso infantil cometidos por padres católicos.

Quem assiste ao filme pode entender um pouco sobre o processo de investigação de uma grande reportagem e sobre as dificuldades enfrentadas, como a pressão para que algo polêmico ou comprometedor não seja investigado, muito menos publicado.

The Post – A Guerra Secreta: O longa metragem teve duas indicações ao Oscar 2018, nas categorias de Melhor Atriz (Maryl Streep) e Melhor Filme. A produção conta a história de um jornal norte-americano em crise financeira que recebem documentos sigilosos do Governo dos Estados Unidos que comprovam mentiras contadas pelo Pentágono sobre a atuação do exército no Vietnã.

O filme é desenvolvido a partir da perspectiva da dona e do editor-chefe do jornal. É possível ver o embate entre divulgar ou não os documentos, o que acaba desencadeando uma discussão sobre a liberdade de imprensa.

O Abutre: Jake Gylenhall interpreta o personagem de um jovem em busca de um emprego que decide dar início à sua própria agência de filmagem para atuar no ramo do jornalismo policial. Já como cinegrafista, a ideia inicial registrar tudo de um acontecimento relevante para os noticiários e vender as imagens para veículos interessados.

O problema começa quando o personagem principal começa a interferir nas cenas de crime ou acidente e até mesmo manipular fatos que gerem demanda para sua equipe. O longa é uma crítica à prática do jornalismo sensacionalista tão presente atualmente na mídia.

Marqueteiros: entenda porque o marketing é a alma do negócio

 

Entender um pouquinho de marketing é super importante por diversos motivos, até mesmo para promover o seu negócio ou mesmo a sua marca pessoal. Então, nunca é demais aprender sobre o assunto e você ainda pode fazer isso debaixo das cobertas enquanto devora um brigadeiro de panela. Confira:

House Of Cards: A história de Frank Underwood, um parlamentar americano, mestre da comunicação, do planejamento e da execução de suas ideias. Ele manipula o Congresso, a mídia e a opinião pública para atingir seus objetivos, já gerou cinco temporadas no Netflix até o momento, sem limite para terminar. Assistir ao cara em ação é receber uma lição diária de como atingir seus objetivos e dos passos necessários para isso.

Fome de Poder: Neste filme (que originalmente chama The Founder), os irmãos Mc Donald’s tinham um negócio inovador, mas não estavam dispostos a expandir. Quem veio com o plano foi Ray Kroc, interpretado pelo ator Michael Keaton, que insistia em levar o negócio para todo o território dos EUA. A estrada foi dura até lá e tem um mix de exemplos e anti-exemplos. 

Mesmo trazendo um crescimento gigantesco, Kroc se transforma no pior sócio que os irmãos Mc Donald’s poderiam encontrar. O filme demonstra que além da veia de empreendedor, Kroc era um marqueteiro de mão cheia e fez a pequena lanchonete dos irmãos Mc Donald’s se tornar a rede de fast-food mais famosa do mundo.

Do que as Mulheres Gostam: No filme, Mel Gibson interpreta um diretor de criação que, de repente, ganha o dom de ouvir os pensamentos das mulheres. No decorrer do filme, Darcy Maguire é contratada para ajudar o publicitário, mas nem imagina que ele tem formas bem eficientes de captar as suas ideias — acredita que ele tem o dom da empatia e muita sensibilidade para entender a alma feminina.

Para os gestores de marketing, o longa deixa excelentes lições. Evidencia muito bem a importância de se definir com precisão o público-alvo (no marketing digital vamos mais fundo nisso, trabalhando com o conceito de persona). Mostra a relevância do trabalho em equipe e mostra, um pouco, como funciona o dia a dia de uma agência de propaganda.

Gostou das dicas? Agora é só pegar o balde de pipoca ou a panela de brigadeiro, se jogar no sofá e escolher uma das opções. Bom filme!

Claudia Rozembrá

É coordenadora de comunicação corporativa na Press à Porter. Como boa libriana é bastante sociável, preza por relações harmônicas e é determinada. Para ela, querer é poder!

CONTRIBUA COM O BLOG PRESS

Envie seu texto para [email protected]

Blog Press