/ Blog

Um fórum de debate dos temas da comunicação, aberto à participação de todos os que atuam no segmento. Entre e deixe o seu recado.

As vantagens da mídia espontânea versus a mídia paga

24 julho 2018

Sim, o título é polêmico. Mas antes que se amplie a discussão, eis o assopro depois da mordida: uma ferramenta é complementar à outra, ou seja, uma estratégia eficiente e assertiva de comunicação deve englobar mídia paga, mídia proprietária e, sim, mídia espontânea.

Muito se fala sobre o declínio da imprensa tradicional, do ponto de vista de perda de leitores, queda de anunciantes e dos valores negociados. Não há como negar esse fato.  A disseminação da Internet e a popularização dos aparelhos de celular fazem de qualquer pessoa um produtor de conteúdo. Isso traz grandes desafios para marcas no sentido de que a atenção do público, que antes se concentrava basicamente em um número restrito de fontes de informação, está dispersa na infinidade de canais independentes.

Então é adequado concluir que a mídia espontânea não tem mais valor em uma estratégia de comunicação? Errado. Os meios de comunicação ainda são uma das instituições de maior credibilidade, de acordo com o Índice de Confiança Social (ICS), medido pelo IBOPE Inteligência.

Em tempos de verbas curtas, a mídia espontânea se torna mais viável economicamente do que a mídia paga. Ocupar espaços na mídia de forma positiva continua sendo de grande valia. O trabalho de assessoria de imprensa realizado pelas agências de comunicação corporativa é um grande aliado das empresas que buscam informar e formar público.

Uma matéria em um jornal, por exemplo, tende a trazer mais credibilidade do que um anúncio, pois é escrita por um terceiro, no caso o jornalista, um profissional imparcial. Mais do que a autopromoção, a empresa que busca o caminho da mídia espontânea tem a oportunidade de prestar um serviço à sociedade. As matérias, em geral, permitem maior profundidade na abordagem de determinados fatos. Uma empresa que já tem sua reputação bem trabalhada tende a sofrer menos em momentos de crise.

Portanto, anunciante, contrate uma agência de comunicação que possa executar uma estratégia de assessoria de imprensa que seja capaz de ativar atividades como press releases, notas, encontros de relacionamento, workshops educacionais, coletivas de imprensa, press kits e tantas outras ferramentas que são fundamentais para que sua marca chegue ao conhecimento dos jornalistas e, consequentemente, do seu público.

Gustavo Diamantino

Gustavo é sócio da Press à Porter e faz parte da diretoria da Abracom. Santista de coração, apaixonado pela família e eterno observador do lado cheio do copo.

CONTRIBUA COM O BLOG PRESS

Envie seu texto para [email protected]

Blog Press